Eu quero chorar (Um texto antigo, mas ainda atual)

“Ó Senhor, Deus da minha salvação,
dia e noite clamo diante de ti.
Chegue à tua presença a minha oração,
inclina os teus ouvidos ao meu clamor.
Pois a minha alma está farta de males
e a minha vida já se abeira da morte.”
(Salmo 88.1-4)

Eu quero chorar quando as coisas não dão certo. Quando estiver cansada, doente, sozinha, quero que as lágrimas, os soluços digam a verdade sobre o que vai na minha alma. Quando me aproximar de Deus em oração, quero que Ele saiba exatamente quanta dor trago dentro de mim. Quero não sentir vergonha de pedir ajuda ao meu próximo, quero ter certeza de que minha irmã vai me ouvir com atenção e compartilhar comigo o fardo de minha vida.
Quero dizer aos quatro ventos que estou triste quando realmente estiver; mas também pular de alegria e cantar quando tudo for bem. Quero fazer tudo isso não por fazer, mas porque confio no poder curador de Deus para minha alma aflita. Porque penso que, se não disser com franqueza quantas coisas sinto, não poderei ser plenamente purificada dessas pequenas e grandes amarguras que podem abafar a felicidade.
Quero expressar meus sentimentos negativos antes que eles, com sua fúria devastadora, tirem de mim toda a alegria que me sobrar. Sei que a vida não é fácil: o trabalho, os estudos, os filhos, as contas... Não sou uma super-mulher, não tenho de dar conta de tudo. Quero poder baixar a cabeça de vez em quando e pedir a Deus um carinho. Pedir ao amigo do lado que me refresque a garganta com um copo de água fria.
Fico pensando nos salmistas da Bíblia e nas perguntas que eles fizeram. Perguntas que são minhas: Por quê? Onde está Deus? Até quando? Tenho vontade de fazer as perguntas, mas fico na dúvida, porque me disseram que é falta de fé. Que posso estar pecando contra Deus quando faço isso. Mas será? Tanta gente já perguntou isso na Bíblia! Será que Deus tem receio das minhas indagações? Será que Ele não pode responder?
Não, não acredito nisso! Sempre acreditei que Ele estava tão perto que podia saber minhas queixas antes que eu mesma pudesse formulá-las! E eu até me sinto mais tranqüila quando penso que Ele pode sondar meu coração... É que às vezes nem eu mesma sei o que tem aqui dentro.
É por isso que quero chorar. Pra poder rir depois, quando o consolo vier, suave e delicado como tudo o que Deus faz. Um consolo perfeito como um dia de sol depois da chuva, como um chá bem quente durante um resfriado, como um beijo depois de um arranhão. Quero chorar porque li na Bíblia que Deus recolhe nossas lágrimas no Seu vaso, e que um dia vai secá-las todas para sempre. É por isso que não quero ter lágrimas guardadas dentro de mim. Vou colocá-las para fora nos meus lamentos de fé, para que sejam esquecidas para sempre. Então, num belo dia, só terei motivos para sorrir...

Comentários

  1. Acabo de falar com minha mãe por telefone. Li teu texto, e realmente achei que fosse ela quem os tivesse escrito! Pode chorar mesmo,que há quem console. O Espírito Santo foi enviado pra isso.

    Abraço

    Lucas (pela primeira vez nesse blog.)

    ResponderExcluir
  2. Obrigada... Fiquei um tempo fora, mas estou de volta!

    ResponderExcluir
  3. Que lindo! Esse texto é de sua autoria?
    Descreve muito o que estou sentindo no momento. Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. simpleseimperfeitaaline.blogspot.com.br

    Adorei seu blog estou acompanhando e seguindo texto lindo passa lah no meu e da uma olhada 😘

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Isaías 6.1-8 A brasa do altar

O sonho de Jacó (Gênesis 28.12)

Pagar o preço