O que faria Jesus em meus passos?


Esse antigo título de livro fala muito ao coração da gente. Eu confesso que não o li. Preciso logo fazê-lo. Preciso ir atrás. Deve ser contundente, imagino. Vai me doer nos ossos. Mas preciso disso também. Meu esposo chegou de um curso de liderança ontem. Lendo a apostila dele rapidamente, acho tudo muito lindo e muito certo. Material farto e bom. Mas eu me sinto ligeiramente hipócrita. Como pastora e líder, sinto-me aflita. Não sei o que dizer, confesso minha ignorância. Tem um monte de coisas ali bem longe da nossa realidade como líderes. Não somos humildes. Não visamos ao serviço primeiro. Não queremos lavar os pés de ninguém. Queremos que lavem os nossos. Estamos sempre usando o discurso de que o servo de Deus tem que ter o melhor. Estamos, não raro, sufocando a Igreja com nossas exigências e demandas. Queremos o luxo "cinco estrelas". Jesus em nosso lugar não se "daria bem". Jesus, em nosso lugar, não diria: "Se o povo não der o dinheiro para nós, dará a outro pregador de televisão". Diria? Eu me sinto incomodada porque, apesar da escolaridade que tenho "demandar" um salário maior no mercado, muita gente na minha igreja local, que dá um duro danado, ganha muito menos do que eu por mês. Não é justo. Não é certo. Devíamos todos poder usufruir igualmente, porque servos de Deus somos todos nós. Uns mais do que outros, na verdade... Mas no fim do dia, o Patrão divino chama os seus empregados e paga o que ele quer, porque ele é quem pode fazer isso... E ele é generoso, ao contrário do Mercado, nosso deus do presente século...
Tem horas que eu me sinto tão só no meu discurso que parece que estou errada. Pergunto a Deus todos os dias se estou. Não teria vergonha de corrigir-me. Mas no fundo de minha alma, sinto que não. Porque pelo menos quando dialogo com meus irmãos e irmãs, eu sei que eles acreditam em mim porque estou com eles, no mesmo barco... Se saímos para algum lugar, não fico em hotel diferente do deles. Minhas demandas não são diferentes. Minha comida é a mesma.
E ainda assim, sinto-me triste. Fico perguntando a Deus se foi pra isso mesmo que ele me chamou, se estou sendo obediente à visão... Outro problema: que visão? Porque eu me sinto às vezes usando os óculos de outra pessoa. Pra quem é míope como eu, dá pra entender que não funciona... Será que o problema é a minha visão ou os óculos que querem que a gente use? Você liga a televisão e vê aqueles pregadores e fica se perguntando porque será que parece que o seu ministério é um completo fracasso. Aí você vai para um curso de fim de semana com seus membros, e dentre eles, 18 pessoas especiais que vão se tornar membros da Igreja no próximo domingo e mais uma boa quantidade de gente se preparando para o fim do mês. E é algo divino quando algum deles diz a você que sua vida, seu testemunho é algo marcante pra eles... Saber que Deus conta comigo e que minha vida influenciou nos passos dessa pessoa para ir ao céu é algo inusitado. Sinto medo de verdade! Sim, porque uma alma em suas mãos é como sair com um carregamento de ouro pela rua. É valioso, mas pesado. Emana responsabilidade.
E eu me lembro dos textos da apostila do meu marido, sobre líderes como Neemias, que se recusaram a comer o pão do governador, muito embora fosse seu direito. Ou como Daniel, que não comeu da mesa do Rei, como era seu direito. Eu me lembro de outras pessoas. Como Débora, que não ficou debaixo da Palmeira, sem ir à frente da guerra, como era seu direito. Ou como Rute, que não ficou em sua própria terra, como era seu direito. Ou como Maria, que não se recusou a carregar o filho de Deus sem estar na segurança do casamento, como era seu direito. Ou como Jesus, que não ficou no céu, como era seu direito...

Comentários

  1. Ser lider é ter empatia para com as pessoas que dependem de alguma forma de nós.

    Me aposentei depois de trabalhar mias de 30 anos na área de Recursos Humanos, sempre tendo que tratar com as pessoas. E uma coisa que aprendi de um velho diretor de empresa, sempre que alguém vem conversar com você e pedir alguma coisa, ela está convicta de que tem razão, daí a necessidade de se entender o ponto de vista daquela pessoa antes de dar uma resposta. (não sei se fui claro, mas as vezes tenho dificuldade de transmitir meus pensamentos).

    Saber ouvir é fundamental em um lider.

    Outra coisa que devemos entender é que Deus não nos criou todos iguais. As parábolas dos talentos nos ensinam isto. Alguns tem o dom de multiplicar mais seus talentos do que os outros. O mesmo se dá com nossos salários. Todos devem ganhar de acordo com o seu trabalho e o seu esforço. É por isto que na moderna administração de salários, estão dando ênfase ao salário0 variável, onde no começo do ano se estabelecem metas a serem cumpridas e a remuneração é de acordo com as metas alcançadas. Assim como na parábola dos talentos, aquele que escondeu o seu taleto e o enterrou, até mesmo o que tinha lhe foi tirado.

    Os bens materiais não são o que importa. É melhor ser do que ter. O importante é sermos luz do mundo e sal da terra. O importante é sermos honestos, transparentes, sinceros, éticos morais etc.

    Conheço donos de empresas tremendamente infelizes. Conheço um em particular, dono de uma grande empresa em Goiania que perdeu seu filho jovem em acidente automobilístico. Ele me contou que uma vez indo de casa para o trabalho a pé, viu um mendigo sentado no meio fio com o filho ao lado. Ele disse que daria tudo o que tinha na vida para trocar de lugar com aquele mendigo. Para ele ter o filho ao lado vivo era mais importante do que toda a sua fortuna.

    Assim podemos entender um pouco do grande amor que Deus tem por nós, Deu seu único filho para que pudessemos ter a salvação.

    Você tem uma grande oportunidade. Levar outros a conhecer a Cristo e aceitá-lo como salvador pessoal e se transformarem em pessoas felizes.

    Não adianta ficarmos com a consciência pesada porque ganhamos mais do que os outros. Isto é secundário. O importante é se estamos fazendo nossos semelhantes felizes. E isto acho que você está fazendo, a começar por sua família, e pelos membros de sua igreja e pelas pessoas que você tem levado a Cristo.

    Só mudando um pouco de assunto. Um bom livro sobre liderança. escrito por um Mormon, mas isto também é secundário é Os Sete Habitos das Pessoas Altamente Eficazes. Este livro deu origem a um outro que se Chama o Monge e o Executivo.

    Que Deus continue abençoando o seu trabalho. Que você possa encontrar a verdadeira felicidade em tudo o que faz.

    E não se esqueça de orar por mim, pois sou muito precisado da graça de Deus.

    ResponderExcluir
  2. Otávio Júlio Torres17 de junho de 2009 00:11

    As insatisfações pessoais de Hideide também são minhas em muitos momentos. Penso,como ministro da Palavra, marido e pai de família, que o mais importante de tudo que Deus quer é que sejamos dEle e, busquemos, com toda a nossa força, fazer a sua vontade. Ou seja, adorá-lo pelo exercício da nossa fé. O(s) modelo(s) que adotaremos ou o alcance do serviço que faremos só não pode frustrar nossas próprias convicções da vontade de Deus. Gosto muitos dos profetas/profetisas, porque seus ministérios nunca foram iguais, nem o contexto em que atuaram. Todavia, sua convicção de estarem servindo à vontade de Deus os levaram a serem homens e mulheres dEle. O que mais me alegra em seu comentário, minha amada, é perceber como seu coração queima por Deus, pela vontade de Deus. Portanto, o que você fizer, será para o agrado de Deus.
    Beijo, Otávio

    ResponderExcluir
  3. Eu já li esse livro "O que faria Jesus nos meus passos". Confesso que realmente é impactante, chocante, e díficil tomar alguma decisão importante durante e leitura sem pensar no que faria Jesus. É por isso que esse livro foi importante na minha caminhada e é ainda. Acabei de lê-lo e passei para minha amiga Fernanda. Mas o mais difícil não é lê-lo e pensar no que faria Jesus. O difícil é agir da mesma forma que agiria Jesus. E se você não o faz, a conciência pesa...
    Bem... Cada um tem sua experiência... A minha foi essa. Pensar mais antes de agir, e ser humilde também como líder no trabalho e na própria igreja.

    ResponderExcluir
  4. Oi querida, estou retribuindo a visita. Parabéns pelo seu blog também!
    O Pai Eterno lhe abençoe rica, poderosa e sobrenaturalmente!


    Pablo Massolar
    Editor do Ovelha Magra

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Isaías 6.1-8 A brasa do altar

O sonho de Jacó (Gênesis 28.12)

Pagar o preço