segunda-feira, 10 de maio de 2010

Cansaço de alma



"Minha dor e a causa dela.
A ninguem ouso falar." (Camões)

Existem dores que não são do corpo, não se curam com remédios, não desvanecem com terapias. São dores de alma. A alma, quando dói, só quem sente é que sabe. Não há lágrimas que sejam suficientes. A sensação de dor é tátil, mesmo quando o corpo não traz marcas, nem cortes. Já senti umas dores de alma... algumas até me parecem mesmo que são eternas. Paulo resolveu seu dilema de dor de alma, dando a ele um propósito: para não engrandecer-se diante das revelações recebidas. Era para isso que servia seu "espinho na carne", sua dor insuperável.
Também tenho tentado achar um propósito para as minhas: aprender a compadecer-me. Já fui muito arrogante e dona de uns pensamentos que não devia ter - pensamentos que me levaram a julgar indevidamente situações e pessoas. Até a sentir-me inalcansável por certas coisas que pareciam só acontecer a outros. Até que alcançam, já que todos somos humanos e, no fim, nossas dores são as mesmas, você sabe...
Por isso, ao invés de endurecer-se ou amargurar-se, é preciso buscar o caminho de transformar qualquer problema em bênção. Aprendi isso com um pastor conselheiro, homem de dores, que sabia o que era sofrer, mas nunca se entregou. A força dele me acompanha em todas as minhas dores de alma - que, afinal, graças a Deus, não foram tantas... agora que vejo com olhos mais humanos quanta alma doendo existe por aí. E o fato de doerem não é porque sejam almas doentes; algumas, inclusive, sãs não fossem jamais poderiam suportar a insanidade de sua dor.
O salmista, vendo que a dor parecia vencer sua alma, fez-lhe um lembrete: "Por que estás abatida, ó minha alma? Por que te perturbas? Espera em Deus..." Tenho me feito este lembrete ao longo da minha vida, quando minha alma se agita... tento me lembrar dos conselhos bíblicos (se te afliges no dia da angústia, tua força é pequena). Tenho pensado que coragem é admitir o medo e, mesmo assim, seguir adiante. Que perdoar, aceitar, amar e conviver com os seres humanos é uma tarefa árdua, mas se Ele, que era Deus, aceitou isso como uma oportunidade, devo fazer o mesmo... Afinal de contas, há muitos que pensam ser difícil conviver comigo, outro humano desses seres...
E quando a alma dói um pouco mais, penso na dele, que sabe o que é sofrer... e me diz: "Eu te aliviarei"!

4 comentários:

  1. Não sei se dá pra transformar os problemas em bençãos ou desacorrentar as rosas, mas acho que dá pra gente continuar rindo da vida. Quando eu era adolescente, eu curtia o gibi do Conan - o bárbaro. E não me esqueço da sua confissão de fé em uma das suas histórias. Ele disse: "Meu deus é Crom. Crom cria o homem e o abandona para seu deleite. Ele nos deu a espada para a gente enfrentar os monstros e feiticeiros. Ele ri dos homens".
    Mesmo que o alívio não venha, vamos sentar à mesa, beber e comer o que lá estiver, e dar boas risadas da angústia, da dor e do sofrimento... quem sabe não seja essa a nossa espada.
    bjão amiga

    ResponderExcluir
  2. Entendi perfeitamente a sua colocação irmã. A crueldade implantada no mundo pelos próprios homens e/ou por ensinamentos mal planejados sem Deus não vão calar a sua voz, nem a minha voz e nem tão pouco a daqueles que entendem pra que vieram a essa terra. Divulgue mesmo o amor e vivamos sim a revolução do amor.

    ResponderExcluir
  3. NOSSA TEXTO MUITO PROFUNDO!GOSTEI MUITO!

    http://eddyalmeida.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Tudo que que você escreve é maravilhoso, Deus te abençoá e cada dia mais vou aprendendo um pouco com você. Perdoar, aceitar amar e conviver, realmente é muito difícil.Mas Jesus que tanto sofreu e morreu por nos, perdoou e continua a nos perdoar todos os dias. E depois de tudo isso nos enviou o consolador. O amor dele por nós é imenso. Obrigada minha querida e que Deus te abençoá.

    ResponderExcluir

REVISÃO DE TEXTO COM PERSONALIDADE