Como crerão se eu não creio?


Tem sido difícil falar de Jesus às pessoas. Elas não querem absolutos. Quando dizemos que sem ele a única rota é a da perdição eterna, somos tachados de radicais e intolerantes. Mas se abrimos mão de nossa fé, se nossa confiança for abalada pelos relativismos deste mundo, o que nos restará? Longe de mim querer com isso afirmar a salvação ou a perdição de alguém. Só creio que o meu salvador é bom. Minha salvação depende de minha confiança na capacidade do meu salvador em salvar. E ele é bom nisso, bom de verdade, essencial! De fato, não encontrei ninguém melhor do que ele para me salvar. Ou para salvar qualquer um. Isso devia ser tão simples quanto defender um time de futebol. Ninguém contesta sua preferência, mesmo quando não concorda com ela. Mas querem que eu diga que meu time é tão bom quanto qualquer outro. E isso, sinceramente, não posso, não quero, nem devo fazer. Se tenho o melhor de todos os técnicos, se creio completamente em suas estratégias e procuro obedecer a todas as suas instruções, por que razão deveria eu supor que outro time possa estar na mesma classificação que o meu? Não seria isso trair a confiança de meu técnico? Deixo para ele as perguntas difíceis. Meu papel é apenas confiar. E na limitação da minha fé, do meu pecado e da minha visão de mundo, entro no campo para ganhar. Não porque eu seja boa jogadora. Mas porque o técnico é o melhor que existe. Coloquei minha eternidade nas mãos dele. Se eu duvidar disso, por um segundo que seja, quem poderá garantir a salvação da minha alma?

Comentários

  1. As pessoas só crerão se verem em nossas vidas o amor de Cristo. Não basta pregar, falar ou qualquer outra coisa.

    O importante é viver de acordo com os ensinamentos de Cristo. Esta é a melhor pregação, o nosso testemunho de vida.

    R quando falamos com os não crentes devemos evitar os nossos jargões evangélicos, devemos falar a lingua que eles compreendem.

    Mais uma vez parabéns pelo seu trabalho.

    Luiz Felipe Lehman
    Igreja Metodista do Planalto - Belo Horizonte

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O sonho de Jacó (Gênesis 28.12)

Isaías 6.1-8 A brasa do altar

Pagar o preço