Histórias dos Estados Unidos que valem pensar

Quando pediram para o ministro Joe Wright abrir a nova sessão da Camara dos Representantes de Kansas (Senado), todos estavam esperando o tradicional discurso de bajulação, mas isso foi o que eles ouviram: "Pai celeste, nós estamos diante de Ti hoje para pedir Seu perdão e para buscar Sua direção e orientação. Temos ridicularizado a absoluta verdade de Sua Palavra, chamando isso de pluralismo moral. Temos adorado a outros deuses chamando isso de multiculturalismo. Temos apoiado a perversão chamando isso de "vida alternativa". Nós sabemos que Sua palavra diz, "Cuidado com aqueles que chamam o mal de bem," mas isto é exatamente o que temos feito. Nós perdemos nosso equilíbrio espiritual pois revertemos nossos valores. Nós exploramos os pobres e chamamos isso de loteria. Temos negligenciado aos necessitados e chamamos isso de auto-preservação. Nós recompensamos preguiça e chamamos isso de bem-estar. Nós cometemos aborto e chamamos isso de escolha própria. Nós matamos os que são a favor do aborto e chamamos de justificável. Nós negligenciamos a disciplina de nossos filhos e chamamos isso de busca de auto-estima. Nós abusamos do poder e chamamos isso de política. Nós cobiçamos as coisas de nossos vizinhos e chamamos isso de aspiração. Nós poluímos o ar com coisas irreverente, profanas e com pornografia e chamamos isso de liberdade de expressão. Nós ridicularizamos os valores dos nossos antepassados e chamamos isso de iluminismo. Sonda-nos, oh, Deus, e conhece os nossos corações hoje; nos limpa de todo pecado e nos liberta.... Senhor: Guie e abençoe a estes homens e mulheres que foram escolhidos pelo povo de Kansas, para nos governar. Direcione seus corações para que estejam no centro de Sua vontade; abra suas mentes para que Seu Filho, Jesus Cristo, entre; para que eles tenham a vida eterna do Salvador, Jesus Cristo. Amém!" A resposta foi imediata. Um número de legisladores saiu durante a oração em forma de protesto. Em seis semanas, a igreja onde o religioso atua, recebeu mais que seis mil e quinhentos telefonemas e somente quarenta e sete foram de críticas. A igreja agora está recebendo pedidos internacionais de cópias desta oração. Por causa da polêmica, pois os senadores ficaram irritados, com aquilo que chamaram de intolerância religiosa, o Rev. Wright Disse alguns dias depois: "Não foi minha intenção ofender a ninguém, mas não posso pedir desculpas para a verdade". Um comentarista de rádio colocou essa oração no ar no seu programa "O Resto da História" e recebeu o maior índice de ouvintes que já teve.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O sonho de Jacó (Gênesis 28.12)

Isaías 6.1-8 A brasa do altar

Pagar o preço