Quando Deus nos fala

Recebi hoje, pelo correio, o livro que encomendei, chamado "Os horizontes espirituais da criança", de Cheri Fuller. Dez reais no exemplar, no Submarino, um absurdo pagar tão pouco pela oportunidade de aprender alguma coisa valiosa como mãe. Meu Deus, como é difícil ser mãe hoje em dia! Sinto-me um grande fracasso volta e meia, com os desafios da vida. Mas Deus me deu duas meninas lindas, inteligentes e desafiadoras. Elas é que me ensinam sobre Deus!
Quero forjar nelas o amor a Deus acima de tudo. Anseio por vê-las curtindo o relacionamento com o Criador. E Cheri disse uma palavra, logo de início, que me fez pensar que o livro, indicado pela minha amiga Bete, vai trazer resultados que valerão o (grande!!!) investimento: "o segredo para relacionar-se com Deus é desenvolver o maravilhamento".
Taí: preciso remaravilhar-me! Como a maioria das pessoas, tenho estado tão ocupada que não tenho tempo para me maravilhar de nada. As coisas perderam o gosto, o brilho, a novidade. Quero aproveitar minha necessidade materna de incutir na minhas filhas o amor a Deus para que, pelos olhos delas, eu redescubra a alegria de olhar o mundo pela primeira vez...
Pensando nisso, depois de orar hoje, abri a Bíblia e dei de cara com o texto: "Então, sua angústia clamaram ao Senhor e ele os livrou de suas tribulações. Fez cessar a tormenta e as ondas se acalmaram. Então, se alegraram com a bonança e, assim, os levou ao desejado porto." (Salmo 107.28-31). Será que era um recadinho de Deus, me dizendo que vou chegar lá? Ah, que ma-ra-vi-lha! Quero crer que sim. De fato, creio que sim!

Comentários

  1. I'm appreciate your writing style.Please keep on working hard.^^

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O sonho de Jacó (Gênesis 28.12)

Isaías 6.1-8 A brasa do altar

Pagar o preço