segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Culto com Santa Ceia - 02/10/2011

As lembranças de Emaús (Lucas 24)
Introdução
Como os discípulos do caminho de Emaús, eu e você recebemos de Deus, um dia, um grande presente. Uma experiência que mudou nossa vida, um chamado que nos fez sentir-nos especiais, diferentes, privilegiados. Enchemos a boca para dizer que fomos feitos filhos de Deus. Mas agora, talvez o tempo esteja passando... talvez as coisas não tenham saído do jeito que planejamos... talvez nos acomodamos de tal modo a esta experiência que ela não toca mais nosso coração, não nos faz tremer de emoção... Talvez, embora não queiramos admitir, Deus decepcionou a gente. E muitos de nós, quando isso aconteceu, procuramos alternativas para nossa vida de espiritualidade.
Você sabe o significado da palavra “Emaús”? Significa águas termais, banho quente. Eu gosto de banhos quentes, especialmente quando estou cansada, triste, deprimida... Imagine que figura de linguagem interessante: os discípulos estavam em busca de conforto diante de seu sentimento de dor e desânimo. Eles queriam um banho quente, um conforto, uma palavra que os animasse, voltar para algum conforto que conhecessem antes... Mas o banho quente é só um paliativo na vida da gente... não dá conforto verdadeiro... Eu quero desafiar você a se colocar no lugar desses discípulos hoje, a rever sua vida com Jesus e reassumir os valores que Ele está te chamando hoje a reassumir, a revalorizar, a renovar... Lembre-se do que você já viveu com Jesus. Lembre-se do seu chamado... Lembre-se do quanto significou, num primeiro momento, ouvir sobre Deus e seu amor... como você se sentiu no dia em que o aceitou...

Lembre-se do que você já sentiu com Jesus
Quando será que Jesus chamou esses discípulos? Eu não sei. Mas vamos imaginar por um momento que, à semelhança de Mateus, de João, de Pedro... eles estavam trabalhando naquela hora. Jesus veio, com sua roupa de rabi, chamando os dois para segui-Lo. Eles conheciam os rituais judeus, sabiam que aquele era um grande momento de suas vidas... Então, o seguiram. Ele valia mais do que tudo. Era uma ideia revolucionária e fazia com que eles se sentissem capazes de mudar o mundo! Você já se sentiu capaz de mudar o mundo uma vez, lembra? Lembra-se de quantas vezes você orou fervorosamente, de quantas vezes já convidou entusiasticamente alguém para vir à igreja? Você se lembra de ter jejuado em busca de poder e não porque estava com algum problema? Mas em algum ponto do caminho, você perdeu de vista o Jesus vivo. Os discípulos de Emaús perderam de vista o Cristo vivo. Só viam o crucificado. Você só vê os problemas, as lutas, os desafios, as coisas das quais tem que abrir mão... Talvez você só veja os defeitos dos irmãos, da igreja, das pessoas... Você perdeu a fé nas instituições... ou seus problemas pessoais se avolumaram tanto que você só vê a cruz na sua frente... Lembre-se do que você já viu com Jesus: os milagres na vida da igreja, a alegria de uma oração respondida. Os discípulos tinham visto milagres, ouvido sermões poderosos, tinham se comovido em cultos e celebrações... E agora vem um desconhecido para falar com eles novamente e eles dizem: nosso coração estava ardendo... Deixe seu coração arder hoje de novo por Jesus... deixe que a emoção tome conta da sua vida lembrando de como foi que Jesus entrou no seu viver, de quanto amor você recebeu dele, de quanto você queria entregar sua vida no altar, com tudo o que você possuía, para servir a ele...

Lembre-se do que você ouviu de Jesus...
Os discípulos ouviram muitos sermões de Cristo, ensinos, parábolas... a voz de Jesus estava na mente deles e nos seus corações, mas o desânimo e o afastamento, a ida pras águas quentes de Emaús, era um amortecimento, uma moleza espiritual que ia tomando conta da vida deles. Assim acontece conosco... vamos amortecendo a alma e a palavra não aquece mais o coração, não arde nos ouvidos... Lembra aquela mensagem que tocou sua alma naquele dia? Lembra aquele cântico no qual Deus te falou tanto que você decidiu que dali pra frente tudo ia ser diferente, que você ia abandonar seus pecados, deixar tudo pra trás? Tente lembrar como era ler a Palavra naquele tempo... mas agora você anda sem tempo, corrido, aflito... os problemas da família tomam seu coração... Você não consegue mais ouvir direito a voz de Jesus porque você quase não ora, não medita, não toma tempo em oração... Quando a gente se afasta da pessoa, vai esquecendo tanto que até o rosto dela fica confuso na memória... Mas Jesus está aqui nesta noite, do seu lado... Ele está dizendo pra você: lembra? Lembra? Lembra das promessas da Bíblia? Lembra de como você se sentiu quando percebeu quão grande foi o esforço que eu fiz pra salvar sua vida? Eu vou fazer você lembrar da Palavra...

Lembre-se do que você viu de Jesus...
Jesus fez uma promessa pros discípulos, pra mim e pra você. Ele prometeu estar conosco, ele prometeu mandar o Espírito Santo, ele prometeu que ia voltar... Ele reuniu seus discípulos em torno da mesa e celebrou a ceia. Você não estava lá, como talvez os dois de Emaús estivessem... mas você já viu este gesto milhões de vezes. Muitas vezes já oramos e declaramos: Senhor, consagra no Teu altar os dons do pão e do vinho, a fim de que o pão que vamos comer seja a comunhão do teu corpo, o vinho que vamos beber seja a comunhão do Teu sangue... Consagra as dádivas do pão e do vinho para que, recebendo-os conforme a instituição de teu filho, sejamos participantes do corpo e do sangue... Você sabe e você já viu muitas vezes o ritual que nos lembra que Jesus tomou o pão, e tendo dado graças o partiu e disse: “Este é o meu corpo, é a minha carne, é a minha vida que eu dou por você. Ninguém me obrigou a isso. Eu dei porque eu quis, porque eu te amei.” E depois ele tomou o cálice e disse: “Eu estou fazendo um novo acordo, uma nova aliança, um pacto de amor com você. Eu empenho meu sangue nesta promessa. Eu morro por causa dela... Este é o meu sangue, derramado por você”. E ele disse mais: “Repitam este gesto... lembrem de mim!”

Conclusão

Deus não quer você vivendo nas águas quentes do conformismo de Emaús. Jesus quer te colocar na cidade da paz, que é Jerusalém. A nova Jerusalém, aquela que desce do céu. Quando os discípulos lembraram o que tinham ouvido, visto e sentido de Jesus, os olhos deles foram abertos. Abra os seus hoje! Abra seus olhos e coloque-os no foco da visão do Reino de Deus... Deixe tudo outra vez e siga a Jesus! Volte pra Jerusalém, o lugar da paz, da revelação, o lugar da descida do Espírito Santo... E só saia de Jerusalém para outro lugar quando o Espírito te mandar e não pra fugir de qualquer situação... Lembre-se de quem você é, você é um discípulo, um imitador do mestre! Lembre-se do seu chamado e coma hoje do pão e do cálice em memória não apenas de Jesus, mas em memória deste chamado renovado e ungido hoje na sua vida! Mude o rumo da sua história! Entre novamente na presença plena do Cristo ressuscitado! Lembre-se: você foi salvo para salvar... você foi transformado para transformar... remido para redimir... discipulado para discipular... servido hoje aqui, para sair servindo no mundo.

2 comentários:

  1. palavra gloriosa! lindo! meu coração esta ardendo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom! Continue lembrando, pois é fácil esquecer, né? Eu sei porque experimento isso em minha vida em todo o tempo. Abraço

      Excluir

REVISÃO DE TEXTO COM PERSONALIDADE