Emerson, estamos com saudades... a gente se vê daqui a pouco...

‎"Guarda, a que hora estamos da noite? Guarda, a que horas? Respondeu o guarda: Vem a manhã, e também a noite; se quereis perguntar, perguntai; voltai, vinde.” (Isaías 21.11-12). Tão triste é quando não se tem esperança. A noite é escura e quando o dia amanhece, com ele só vem a certeza de que em breve escurecerá de novo... Nenhum consolo perdura, nada de bom permanece. Estamos sujeitos ao acaso... Esse era o sentimento do povo num momento de opressão, guerra e dor... Mas o livro de Isaías termina com uma promessa que me consola: "Porque, eis que eu crio novos céus e nova terra; e não haverá mais lembrança das coisas passadas, nem mais se recordarão". (Isaías 65.17). EU CREIO NO AMOR DE DEUS, NA RESSURREIÇÃO DO CORPO E NA VIDA ETERNA. Amém!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O sonho de Jacó (Gênesis 28.12)

Isaías 6.1-8 A brasa do altar

Pagar o preço