Revelações

E lhes propôs: “Quem, porventura, traz uma candeia para colocá-la sob uma vasilha ou debaixo de uma cama? Ao invés, não a traz para ser depositada no candelabro? Pois nada há de oculto que não venha a ser revelado, e nada em segredo que não seja trazido à luz do dia. Se alguém tem ouvidos para ouvir, ouça!”
Marcos 4.22-24. 
Só Deus pode revelar as coisas exatamente como são. Mesmo assim, podemos ser conduzid@s por nossas próprias visões dos fatos, gerando assim contínua desarticulação, fragmentação e desunião. Oremos por mais discernimento, para que as evidências sirvam para mudar-nos à medida em que aprendemos com as experiências da vida. Saber usar os ouvidos, nesse tempo de tanta recusa ao ouvir ou uma audição parcial que só acolhe o que interessa, é um grande desafio. É um desafio espiritual, acrescenta o autor de Apocalipse ao afirmar que o que deve ser ouvido é aquilo que o Espírito está falando. E muitas vezes, na verdade, ele fala o que não queremos ouvir, o que nos incomoda, adverte ou constrange. Mas somente isso pode nos conduzir ao lugar da presença divina, como acontece com Isaías. Depois de aprender a ouvir, enfim, aprender a falar, sob o toque da brasa viva. Mas isso é outra história.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O sonho de Jacó (Gênesis 28.12)

Isaías 6.1-8 A brasa do altar

Pagar o preço