A paixão de Cristo, uma história de amor


Todas as pessoas neste mundo vivem em busca de um grande amor.
Este amor tão grande que todos anseiam tanto...
É por isso que queremos ser amados por alguém.
Pelo pai, pela mãe, pelos irmãos, pelos amigos...
Queremos alguém com quem viver um grande amor,
Alguém que esteja lá por nós, para nós!
Uma mão que esteja estendida, um abraço que acolha,
Um sorriso que perdoe... simples coisas, um grande amor.

Eu também vivi em busca de um grande amor.
Eu estava sozinho, acima das águas escuras, dentro de uma escuridão sem fim.
Eu estava sozinho lá, quando tudo começou.
Era tão solitário, tudo tão sem forma e vazio...
Eu quis iluminar minha existência trazendo um clarão de energia,
E então disse: Haja luz!
Mas a luz, embora boa e bela, não era o bastante.
Eu queria viver um grande amor...

Eu fiz estrelas, e sóis, e luas, muito mais e além do que olhos pudessem ver
Na plenitude do espaço sideral sem fim.
Criei montanhas, vales, desertos, mares e lagos
Fiz peixes e aves, répteis e quadrúpedes
E embora tanta variedade de cores e coisas
Enchesse meus olhos de emoção e que tudo fosse muito bom
Ainda não era o verdadeiro amor que eu procurava.

Um verdadeiro amor tem que ser de igual para igual
Tem que entender você, tem que poder falar e ouvir
Tem que ter algo de você, tem que assemelhar
Eu queria alguém que pudesse olhar nos olhos
E ver um reflexo meu...
Foi por isso que eu fiz você.
Quando eu te fiz tudo o mais fez sentido como nunca antes
Foi por isso que eu pude, finalmente, descansar...
Estava consumado, no sétimo dia depois que comecei a procurar
Meu grande amor, o mais perfeito que pudesse existir...

Mas acho que você não entendeu muito bem
Ou talvez você pensasse em algo mais
Eu já tinha te dado o mundo – o que mais poderia haver?
Fiquei de coração partido nos longos séculos da existência
Em que eu procurei por você, busquei te trazer de volta
Fiz alianças e pactos, mandei anjos e mensageiros,
Fiz promessas e milagres...
Eu te amava tanto e não quis nunca desistir.
O grande amor, quando a gente encontra, não pode mais abandonar
Será que você pensou que eu não era capaz de sentir tudo isso,
Porque o meu trono estava lá nas alturas,
E você, criatura tão pequena, aqui na terra, olhando para o alto
Desejando mais e mais?

Por causa do meu amor então eu abdiquei do trono
Tornei-me pobre para que você tivesse todas as riquezas possíveis
Tornei-me servo para fazer de você um membro da realeza
Andei no mesmo chão que você, senti o mesmo sol e calor
Senti na garganta a sede que afligia você...
E quando tudo era demais para voltar atrás
Eu decidi dar tudo de mim.
Eu preferi morrer a que viver sem você
Preferi a escuridão da sepultura a um céu inteiro vazio de você.
Preferi os pregos e a cruz ao conforto sem a sua presença...

Sou teu Deus para a vida toda e para toda a vida.
Sou aquele que vai te amar quando não houver mais ninguém lá.
Sou eu o único capaz de ir até onde ninguém iria por você.
Nem seu pai, nem sua mãe, nem seu irmão,
Nem o grande amor da sua vida inteira
Pode ser o que eu quero ser para você...
Eu iria ao inferno para te tirar de lá – ou melhor, isso eu já fiz
E trouxe comigo as chaves para provar o quanto te amo.
Não importa o que você diga, vou continuar amando você para sempre.
Mas amar apenas você não basta
Quero que você me ame também!
Quero te levar a conhecer todo o paraíso que fiz para você.
Por isso, abri meus braços na cruz um dia
Para abri-los no céu para você, na eternidade...

Do sempre teu Salvador,

Jesus Cristo

Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito.
    Real, tocante, verdadeiroAmor. Que muitos esqueçem de amar, para amar outras coisas...
    Pensar e refletir sobre isso e muito importante...
    Pois e assim que sentiremos o Verdadeiro amor em nossos irmão e amigos.
    pensemos então nisso.
    jeets_18@hotmail.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Isaías 6.1-8 A brasa do altar

O sonho de Jacó (Gênesis 28.12)

Pagar o preço