Não tem nada a ver comigo

Durante algum tempo de minha vida, sempre que alguém me magoava, falava algo que pudesse me parecer ofensivo ou espalhava algum boato sobre mim, eu logo pensava: "Como essa pessoa pôde fazer isso comigo?". Às vezes, ainda me pego fazendo isso. Mas estou errada, absolutamente. Porque apesar de as pessoas fazerem coisas que me atingem, decididamente isto não tem nada a ver comigo. É uma lição que estou duramente aprendendo. Não sou eu... Não tem nada a ver comigo...
Essas pessoas estão fazendo contra si mesmas. Se me magoam, perdem a imensa oportunidade de fazer uma linda amizade, sedenta que estou de amigos verdadeiros neste caos que é o nosso mundo. Se me ofendem, jamais poderão partilhar comigo meu prazer pela fotografia ou pela poesia...
Se fofocam a meu respeito, jamais irão sentir a fidelidade que eu posso expressar. Jamais conhecerão minha capacidade de guardar seus segredos, de chorar junto com elas, de entender sua dor, de oferecer um abrigo. Jamais saberão porque não me conhecem. E estão perdendo a chance de fazê-lo.
Se querem esconder de mim seus segredos, isto não tem nada a ver comigo. Não é minha culpa se sentem que possuem algo a esconder. Se preferem a opacidade à transparência, então é porque talvez estejam acostumados ao cinza. Eu ando querendo mesmo é o azul: olhar pra cima, ser feliz, rir de coisas que eu nunca pensei que pudessem ser engraçadas. Daria tudo para partilhar tudo o que tenho dentro de mim. Meus desejos estão patentes aos olhos das pessoas a quem eu amo. Nada há que eu precise esconder deles. Nada quero que eles não queiram. Não entro sequer numa sala onde nenhum deles possa estar. Eles sabem que podem contar comigo. Se algum dia não o quiserem, são livres para sê-lo. Isso também não terá nada a ver comigo, se não for eu a pessoa a trancar a porta...
Longe de mim ser perfeita. Talvez eu mesma faça a outras pessoas tudo isso de que estou falando que algumas têm feito a mim. Mas, entenda, se eu o fizer, isso será problema meu, não delas...
É o que Deus tem me falado muito nesses últimos dias: não adianta o que você não pode mudar nos outros. Resigne-se. Há muito trabalho em mudar o que precisa mudar em si mesma. Com novos olhares, talvez o mundo seja diferente. Talvez as pessoas sejam diferentes. Não posso saber nada do que não tem nada a ver comigo. Mas posso e devo me interessar pelo que tem a ver... Ao invés de me preocupar com quem não me ama, me deseja mal ou não me aceita, como disse Ricardo Gondim, meu olhar deveria se focar em outras coisas: "Desisti das onipotências, abri mão da perfeição e comecei a perceber que Alguém me ama sem que precise provar nada para Ele. Tudo é infinitamente gracioso." Deus é o único que pode me ajudar a focar-me no que tem a ver comigo. Por isso, estou orando com um novo espírito. Caindo em equívocos, voltando a velhos erros, aprendendo... Ele me propôs o desafio da maturidade. Isso tem tudo a ver comigo...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Isaías 6.1-8 A brasa do altar

O sonho de Jacó (Gênesis 28.12)

Pagar o preço