Orando pelo bispo ou bispa da Amazônia

Senhor, que o homem ou mulher que tens preparado para assumir o episcopado em nossa Igreja seja, de fato, o homem ou mulher que tens preparado. Torna o coração dele meio branco, meio negro, meio índio, meio cabloco, meio ribeirinho... E ao fazê-lo um pouco de cada um, torna o seu coração inteiramente humano! Que seja um coração fervoroso para orar, amoroso para acolher, austero para corrigir em amor, dinâmico para tomar a atitude necessária, despretencioso para não ir além da vocação a que foi chamado...
Senhor, encha este coração que tens chamado para que ame as vidas naquele chão. Que seus olhos não enxerguem nada além do que as necessidades do povo, a urgência do Evangelho, os campos branquejando em meio ao verdume da floresta, dos grandes centros urbanos, das choupanas e casebres, da imponência das grandes casas... Enfim, que sejam olhos que vejam, que atentos observem, e que conduzam o povo numa visão de transformação, de amor, de acolhida...
Senhor, abre seus ouvidos para ouvir. Há muitas coisas não ditas na vida do povo metodista na Amazônia. Que teu bispo ou bispa seja profético, no sentido de captar essas vozes e de fazê-las ecoar para o resto do país, de modo que não haja mais distância entre nossos corações e intentos além das duras quilometragens da geografia. E que seja um ouvir manso, Senhor... tantas imposições já temos sofrido, de tantos lados, de tantas formas, que dentro de Tua igreja, santa e pecadora, não precisamos de mais. Que haja um aproximar-se, um inclinar-se para  abarcar o pequenino e um levantar-se contra a tirania dos que oprimem. Que seja um ouvir ativo, efetivo, intencional, duradouro.
Senhor, que teu bispo ou bispa tenha boca para falar. Que não se acomode às conveniências de sua posição ou ao receio de perdê-la. Que defenda sua gente, que a promova, que a honre, que interceda por ela tanto em teu altar quanto em qualquer fórum que se fizer necessário. Que tua voz ecoe para o povo da Amazônia como bálsamo suave, na voz do bispo ou bispa que tens preparado. E que o consolo da perda recente seja efetivo, restaurador...
Senhor, que teu bispo ou bispa tenha mãos para acolher, para acariciar, para levantar, para sustentar, para apontar a direção, para conduzir, para abrir alas à passagem do Teu Espírito. Que suas mãos sejam ungidas para curar, por meio de seu ministério, quem já desanimou, quem se perdeu, quem creu e descreu, quem ainda não chegou lá. Que sejam mãos santas, Senhor, que administrem com zelo os dons do povo da Amazônia. Que sejam mãos hábeis, em cujo manusear se encontre a capacidade da multiplicação dos pães e dos peixes, à imitação do Cristo.
Amado pai, que teu bispo ou bispa tenha pés fincados no chão da Amazônia. Pés que caminhem com o povo, que percorram as veredas, subam e desçam por onde enviares. Que sejam pés formosos sobre os montes, sobre os rios, sobre as estradas, dentro dos barcos... mas também de dentro de seu gabinete, pés apressados para gerenciar com excelência, sem se perder nos caminhos da burocracia eclesial. Pés de soldado, sempre alerta. Pés de atleta, sempre em forma. Pés de pastor em busca da ovelha perdida.
Senhor, sei que teu bispo ou bispa não mudará nada. Quem faz as mudanças é o Senhor, Deus de todos nós. Sei que esta pessoa tem desafios maiores que ela mesma. Algo grande como Deus só Deus pode abarcar. Mas dá-lhe a humildade de sempre saber disso e, por isso, depender de Ti.
E como membro deste corpo, dá-me o compromisso de orar para que esta pessoa que tens preparado não se sinta só em meio aos desafios. Que minha voz, meus pés, minhas mãos, meu coração e meus ouvidos estejam na disposição de contribuir. Que sejamos corpo, a Igreja Metodista toda, diante de ti, a favor de todo o povo brasileiro, que é um só e é irmão, estando lá ou aqui. Nenhuma distância seja tão grande para a missão, nenhum esforço seja em vão. E que a tua graça resplandeça lá em todo o tempo. E que eu, aqui, ouça falar do jeito, do sotaque e nos dialetos da Amazônia e de todo o Norte do País, as grandezas do nosso Deus!

Comentários

  1. Reverenda,
    Como amazônida e crendo na intervenção de Deus para nossa imensa região...quero juntar minhas mãos com as suas e de muitos irmãos na solicitude de um homem ou uma mulher para o serviço profético em nossa região...o norte do brasil clama por uma mover bíblico e engajado que nos ajude a cada dia...

    ResponderExcluir
  2. Continuemos a orar. Em especial neste momento de Concílio Geral, em que a autora deste artigo é eleita bispa.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O sonho de Jacó (Gênesis 28.12)

Isaías 6.1-8 A brasa do altar

Pagar o preço