O episcopado e a vida pastoral - rastros de sonhos

O episcopado é um espaço de ministração ao corpo pastoral da igreja. Creio ser possível uma redução drástica nessas viagens que nada acrescentam ao processo de cuidado às famílias pastorais. Desta forma, a pessoa no exercício do episcopado poderá e deverá estar presente com mais assiduidade em momentos como retiros e encontros distritais, que ocorrem geralmente durante a semana, sem prejuízo de sua igreja local e com grande ganho para os pastores e pastoras. O investimento correto nessa área pode significar custos mais reduzidos para encontros e possibilidade de ter mais a presença da família pastoral sendo cuidada de perto.
Em sua tarefa junto ao corpo pastoral da Igreja e seus aspectos administrativos, essa pessoa eleita precisa garantir ampla transparência, prestação de contas e fiscalização por técnicos e profissionais de aspectos relativos ao pecúlio pastoral, uma grande fragilidade nacional e que gera incertezas quanto ao futuro da família pastoral. Além disso, as contas da igreja precisam ser abertas sem temores nos concílios. Se a Igreja é uma associação, todos os membros têm o direito de saber o quanto custa cada coisa, inclusive o subsídio. Ninguém reclama do salário de alguém que trabalha bem. Ao contrário, a Bíblia diz que a pessoa que precise bem merece ganhar o dobro. A questão é não privilegiar excessivamente um pequeno grupo enquanto igrejas locais pequenas se sentem inertes para a missão e pastores e pastoras há que se enriquecem - de fato - nesse ofício! Vide igrejas por aí com pastores andando em aviões e helicópteros particulares...
Quanto aos casais em que ambos são do corpo pastoral da igreja, eles não podem ter prejuízo em seu subsídio e trabalho em função de sua situação conjugal. Há que se buscar meios para trabalhar essa questão que se arrasta por tempos esquecidos, em nome de uma pretensa “praxe” que pode acabar por abalar o relacionamento. É uma questão de se examinar a Região como um todo, refletir junto com o corpo pastoral, humanizar o processo de nomeação pastoral. Quando todos e todas realmente querem alguma coisa, sempre há uma saída que "parece bem a nós e ao Espírito Santo".

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Isaías 6.1-8 A brasa do altar

O sonho de Jacó (Gênesis 28.12)

Pagar o preço