Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2010

Desta vez...

Desta vez, eu gostaria que fosse diferente.
Que eu pudesse entrar por esta porta de peito aberto.
Que eu não tivesse receio do que está à frente
Nem vivesse o temor do que ficou atrás.
Desta vez, eu gostaria de trazer nos olhos um sorriso
ao invés das costumadas lágrimas.
Desta vez, queria ter certeza, não apenas esperança.
Desta vez, queria poder acreditar nas coisas eternas
muito mais do que descrer das temporais...
Desta vez, queria uma página realmente em branco
sem as marcas das escritas anteriores...
Mas a gente não pode ter tudo o que quer,
já ensinava sabiamente a vovó.
Então temos de aprender a nos alegrar com o que temos
antes que percamos de vista o sol
por desejar demais as estrelas...

Dicas de ano novo

Texto bíblico: Hebreus 10.19-23
1.Aproximemo-nos: precisamos desenvolver relacionamentos. Para isso, temos de estar próximos. Isso inclui reconhecer os limites das pessoas, suas necessidades e desejos, suas particularidades e riquezas no convívio. Por isso, a aproximação requer coração sincero e purificado, bem como o corpo lavado (o batismo é um sinal visível do Reino; ele nos dá acesso à comunidade de fé, nos faz filhos de Deus e é sinal de unidade). 2.Guardemos a confissão da esperança: temos vivido tempos de reclamações, tristezas e incertezas. Temos de ter em mente a esperança cristã, que consiste em saber que Deus é o guardião final de nossa história, o autor de nossa vida e que sua vontade é boa, agradável e perfeita para nós; que tudo coopera para o bem dos que amam a Deus. 3.Consideremo-nos uns aos outros: pessoas felizes são aquelas que estabelecem relacionamentos. É hora de reconhecer as pessoas que neste tempo nos têm abençoado por partilharem conosco sua existência. É hora d…

The best song ever!

Acima de tudo Michael W. Smith
Acima de todas as forças, acima de todos os reis
Acima de toda a natureza e todas as coisas criadas
Acima de todo o conhecimento e todos os caminhos do homem
Você esteve aqui antes q o mundo começasse

Acima de todos os reinos, acima de todos os tronos
Acima de todas as maravilhas q o mundo ja sempre conheceu
Acima de todas as riquezas e tesouros da terra
Não há forma de medir o seu valor

Crucificado e deitado no sepulcro
Você viveu para morrer rejeitado e sozinho
Como uma rosa jogada no chão
Você caiu e pensou em mim
Acima de tudo

Acima de todas as forças, acima de todos os reis
Acima de toda a natureza e todas as coisas criadas
Acima de todo o conhecimento e todos os caminhos do homem
Você esteve aqui antes q o mundo começasse

Acima de todos os reinos, acima de todos os tronos
Acima de todas as maravilhas q o mundo ja sempre conheceu
Acima de todas as riquezas e tesouros da terra
Não há forma de medir o seu valor

Crucificado e deitado no sepulcro
Você …

Rindo da desgraça alheia... de mentirinha...

Imagem
Estamos precisando rir um pouco que a vida anda meio amarga... Aqui em Cataguases, temos um pseudo-falso-corrupto prefeito que não pendurou uma luz sequer para celebrar o Natal na cidade, não fez uma melhoria sequer que possa ser considerada digna de uma cidade como a nossa e que Deus sabe onde anda neste fim de ano... Por isso, estou indignada de matar ou de morrer com ele! É um absurdo o abandono de Cataguases. As chuvas estão vindo, a cidade está pura lama, o campo do Operário pela quinta vez desde que me mudei para cá há cinco anos (pra você ver o drama anual) está de água pela metade... Em meio a este caos, me lembrei da historieta abaixo, que dizem ser verídica, mas, obviamente (ou não...)... deixa pra lá. Vamos rir. O fato de ser uma história de português não é nenhum preconceito, que minha família veio de lá, mas é que a história precisava de um protagonista e foi assim que eu encontrei na internet...
Explicação de um operário português à Companhia Seguradora, que estranhou a …

Reflexões para o ano novo

Eu sou bastante resistente a expor ideias que possam gerar polêmicas. Sou conciliadora ao extremo. Embora algumas pessoas me achem bastante "brava", posso garantir que dou o boi e a boiada para não entrar na briga. Tento até o limite da exaustão ter que dizer um "não" a alguém. O resultado não tem sido muito positivo, para dizer a verdade. Embora as pessoas ao redor possam se sentir felizes, eu muitas vezes pago o preço das minhas mágoas interiorizadas e trago cicatrizes de dores bem profundas.
Choro à toa. Meu Deus! Aproximando-me dos quarenta (bem, ainda falta um tempinho, mas eu tenho mania de sofrer por antecipação!), fico com os olhos vermelhos como adolescente. Sofro pelos outros, que parecem não preocupar-se consigo mesmos e vislumbro suas dores como se minhas fossem. E sofro. Ponto final. Já tentei mudar, mas talvez, ao menos nisso, o Dr. House tenha razão: "People don't change". Embora eu continue crendo que Jesus changes people. Rs...
Por co…

Cortar o tempo

Imagem
Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.

Industrializou a esperança, fazendo-a funcionar no limite da exaustão.

Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui pra diante vai ser diferente

Carlos Drummond de Andrade

Os ombros suportam o mundo

Chega um tempo em que não se diz mais: meu Deus.
Tempo de absoluta depuração.
Tempo em que não se diz mais: meu amor.
Porque o amor resultou inútil.
E os olhos não choram.
E as mãos tecem apenas o rude trabalho.
E o coração está seco.
Em vão mulheres batem à porta, não abrirás.
Ficaste sozinho, a luz apagou-se,
mas na sombra teus olhos resplandecem enormes.
És todo certeza, já não sabes sofrer.
E nada esperas de teus amigos.
Pouco importa venha a velhice, que é a velhice?
Teus ombros suportam o mundo
e ele não pesa mais que a mão de uma criança.
As guerras, as fomes, as discussões dentro dos edifícios
provam apenas que a vida prossegue
e nem todos se libertaram ainda.
Alguns, achando bárbaro o espetáculo
prefeririam (os delicados) morrer.
Chegou um tempo em que não adianta morrer.
Chegou um tempo em que a vida é uma ordem.
A vida apenas, sem mistificação.

Carlos Drummond de Andrade

Defesa do Mestrado em Janeiro...

Olá, amigos e amigas... Quero partilhar com vocês a proximidade de uma importante conquista (quer dizer, não fui aprovada ainda, mas isso é só um detalhe... rs...). A defesa da minha dissertação de mestrado será no dia 24 de janeiro de 2011, às 10 horas da manhã, em Juiz de Fora. Compõem a banca a profa. Dra. Magali do Nascimento Cunha e o prof. Dr. Paulo Figueira Leal. Minha orientadora é a profa. Dra. Iluska Coutinho. Orações, presença e chocolates são bem-vindos! Rs... Obrigada por partilhar comigo os diversos momentos desta caminhada, especialmente o Moisés e a Bete, que me hospedaram semanalmente por um ano e meio, durante os créditos... Nunca vou esquecer de vcs!
Um abraço a todos.
Hideide


Título: O telejornalismo na construção da identidade religiosa: Representações evangélicas no Jornal Nacional e Jornal da Record e sua recepção por fiéis metodistas e batistas
Resumo: O presente projeto pretende investigar de que modo a televisão, particularmente no telejornalismo, pa…

Com o olhar nos montes (Salmo 121)