Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2011

Oração de João Wesley para o fim do dia (uma tentativa de tradução minha desde o espanhol)

Todo-poderoso e eterno Deus, soberano de todas as criaturas nos céus e na terra, reconhecemos que nosso ser e nosso bem-estar dependem de ti, fonte de toda a bondade. Nós não possuímos nada, exceto aquilo que recebemos de ti, pela abundância do teu amor e pelas riquezas de tua graça, bendito Redentor! A ti sejam dadas, por nós e por todas as criaturas a quem tens dado a conhecer quão grande és, toda honra e todo louvor, todo amor e obediência, enquanto vivermos. É nosso dever e sagrado serviço que te demos graças, em todo o tempo e lugar, ó Senhor, e que devotadamente te entreguemos corpos e almas, para que possamos ser completamente governados e dirigidos de acordo com tua santa vontade. Além disso, te pedimos que aumentes todos os bons desejos de nosso coração. Permite-nos viver sempre como tuas criaturas, como verdadeiros discípulos de Jesus Cristo. Move-nos a amar tuas leis mais e mais, até que estejam escritas em nossos corações. Inclina nossa vontade a amá-las e honra-las como se …

O SONHO DE DORCAS: RETALHOS DE ALEGRIA E SERVIÇO

Autoria: Revda. Hideide Brito Torres
(15 PERSONAGENS – UMA CAIXA DIVIDIDA POR DENTRO AO MEIO. DE UM LADO, COLOCAR UMA COLCHA DE RETALHOS. DO OUTRO LADO, O ESPAÇO FICA EM ABERTO PARA CADA PERSONAGEM DEPOSITAR SEU RETALHO, SEM QUE A COMUNIDADE VEJA O INTERIOR DA CAIXA E SE SURPREENDA AO VER A COLCHA PRONTA SENDO LEVANTADA. PROVIDENCIAR UMA COLCHA MUITO COLORIDA)
NARRADOR: Dorcas era uma costureira amorosa e dedicada. Todos os dias, ela fazia roupas para as crianças carentes, para as mães grávidas, para os bebês recém-nascidos, para os idosos da Igreja. (DORCAS ENTRA, SENTA-SE À MESA E VAI COSENDO ROUPAS, AJUSTANDO, ORGANIZANDO A MALINHA DE AGULHAS E LINHAS...) Com sua agulha e linha, Dorcas costurava não apenas roupas, mas também esperança e amor. Ela dedicava seu dom a Deus e servia a todas as pessoas que precisassem. Um dia, depois de muito costurar, Dorcas acabou dormindo sobre seus tecidos. E ela então, começou a sonhar... (DORCAS ADORMECE COM A CABEÇA E BRAÇOS SOBRE A MESA).
(SE QUISE…

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos (liturgia elaborada por mim em 2004)

* Eu entendo as diversas opiniões sobre o tema da unidade, mas, no fim... tive experiências boas nesta área quando era pastora no Espírito Santo. E eu prego onde a oportunidade aparece, então... Segue a liturgia de um lindo culto, que realizamos em Vitória, em 2004. Até representantes de igrejas não dadas ao movimento, como batistas e Maranata, havia. Foi uma linda noite. Embora eu não seja militante específica de nenhuma linha da Igreja, pois sou metodista acima de tudo, não posso negar, como metodista, que o Reino é maior do que a Igreja. Quem gostar, pode usar. Quem não gostar, por favor, respeite. "Acima de tudo, o amor" (Agostinho).
Se alguém me ama, observará a minha Palavra e o meu Pai o amará (João 14.23)
Acolhida Canto de Entrada: Estamos aqui, Senhor! (Enquanto a assembleia canta, os celebrantes entram e uma pessoa coloca sobre o altar um tecido branco)
Litania da paz (Alexandre Filordi) Celebrante: Ouvi os muros das cidades clamarem por paz. Quem poderia ouvi-los? Todos:…

Liturgia - Abril, mês das vocações (Antiguinha, mas pode ajudar!)

Tema: O corpo da missão – a respeito do mês das vocações (Abril)
Cântico: 431 (Hinário Evangélico)
Leitura Bíblica: 1 Coríntios 12.12-18
Ministério de Louvor
Meditação: Missão em todos os sentidos
Dirigente: Neste mês das vocações, falamos muito sobre missão, chamado, convocação, vocação. Todos os membros do corpo de Cristo são chamados a participar dessa missão, que é de Deus, mas à qual ele nos convida. Nossas mãos fazem missão em nome de Jesus quando servem, quando acalmam, quando sustentam, quando curam.(TER UM QUADRO E COLOCAR AS FIGURAS RECORTADAS - A MÃO) Leitor 1: Lucas 4.40 Dirigente: Nossos pés fazem missão quando saímos de nossas posições, de nossas posturas, de nossos lugares, e vamos até onde estão os carentes de roupa e de salvação, os famintos de fome e de Deus, os paralíticos de corpo e de alma, a fim de atender a cada um conforme sua necessidade e o chamado divino que nos constrange. (COLOCAR O PÉ) Leitor 2: Isaías 52.7 Dirigente: Nossa boca faz missão quando anuncia a Palavra…

Como da água para o vinho (Salmo 66)

Imagem
A capacidade humana de superação parece ser um dos atributos divinos inseridos por Deus em nós quando da criação. À Sua imagem e semelhança, nós também podemos transpor os problemas que nos afligem e nos tornamos vencedores. Todos os dias, vemos histórias de pessoas com problemas mentais e que fazem coisas extraordinárias, como tocar um instrumento musical dificílimo ou complexos problemas matemáticos. Pessoas que perderam um membro do corpo ou nunca o tiveram e tocam instrumentos musicais. Lembro-me do músico Tony Melendez, que nasceu sem os braços e toca violão maravilhosamente. Ou do vídeo que recebi, contendo a história de uma mulher que, igualmente desprovida de braços, ia ao supermercado, cuidava do bebê e fazia ginástica na academia, como outra pessoa qualquer. Sim, somos capazes de vencer os obstáculos, de passar da água para o vinho, como na memória das bodas de Caná. Da falta à abundância, da perda ao ganho. Esta também foi a experiência rememorada pelo povo no salmo 66. O sa…

O equilíbrio da maturidade (Salmo 39)

Sempre apreciei, de modo particular, este salmo, especialmente o verso 7. Para mim, contudo, a totalidade deste salmo é sobre a maturidade. Não em questão de idade, me parece, mas em termos de conduta. Às vezes, não sabemos como agir em certas situações que nos afligem. Temos algumas posturas que não condizem com o que Deus espera de nós. Encontrar o equilíbrio diante de tudo isso é o desafio que o salmo nos convida a encarar: como viver a vida de modo a testemunhar o nome e poder do Senhor? Maturidade é ter a coragem de falar o que precisa ser dito (v.1-3) “O que mais preocupa não é o grito dos violentos, nem dos corruptos, nem dos desonestos, nem dos sem ética. O que mais preocupa é o silêncio dos bons.” (Martin Luther King) Não sei se você conhece os textos de um autor chamado Bertold Brecht, mas ele fala muito acerca dos posicionamentos políticos das pessoas. Ele chama o silêncio por muitos nomes duros e critica a omissão de seus contemporâneos, apontando as consequências danosas, qu…

Antigamente (Drummond)

Antigamente as moças chamavam-se “mademoiselles” e eram todas mimosas e muito prendadas. Não faziam anos: completavam primaveras, em geral dezoito. Os janotas, mesmo não sendo rapagões, faziam-lhe pé-de-alferes, arrastando a asa, mas ficavam longos meses debaixo do balaio. E se levavam tábua, o remédio era tirar o cavalo da chuva e ir pregar em outra freguesia.
As pessoas, quando corriam, antigamente, era para tirar o pai da forca, e não caíam de cavalo magro. Algumas jogavam verde para colher maduro, e sabiam com quantos paus se faz uma canoa. O que não impedia que, nesse entremente, esse ou aquele embarcasse em canoa furada. Encontravam alguém que lhes passava a manta e azulava, dando às de Vila-Diogo. Os mais idosos, depois da janta, faziam o quilo, saindo para tomar a fresca; e também tomavam cautela de não apanhar o sereno. Os mais jovens, esses iam ao animatógrafo, chupando balas de alteia. Ou sonhavam em andar de aeroplano. Estes, de pouco siso, se metiam em camisa de onze varas …

O Grande Mistério - Stanislaw Ponte Preta (Sérgio Porto)

Há dias já que buscavam uma explicação para os odores esquisitos que vinham da sala de visitas. Primeiro houve um erro de interpretação: o quase imperceptível cheiro foi tomado como sendo de camarão. No dia em que as pessoas da casa notaram que a sala fedia, havia um soufflé de camarão para o jantar. Daí... Mas comeu-se o camarão, que inclusive foi elogiado pelas visitas, jogaram as sobras na lata do lixo e — coisa estranha — no dia seguinte a sala cheirava pior. Talvez alguém não gostasse de camarão e, por cerimônia, embora isso não se use, jogasse a sua porção debaixo da mesa. Ventilada a hipótese, os empregados espiaram e encontraram apenas um pedaço de pão e uma boneca de perna quebrada, que Giselinha esquecera ali. E como ambos os achados eram inodoros, o mistério persistiu. Os patrões chamaram a arrumadeira às falas. Que era um absurdo, que não podia continuar, que isso, que aquilo. Tachada de desleixada, a arrumadeira caprichou na limpeza. Varreu tudo, espanou, esfregou e... nada.…

Refletindo... Alanis Morissette

Não sou muito ligada em música, nem evangélica, pra dizer a verdade. Mas estive lendo umas letras da Alanis Morissette e sabe que achei muito legal o que ela canta? Veja a letra e tradução abaixo e me diga se não é algo que faz pensar...
IncompleteOne day I'll find relief I'll be arrived And I'll be a friend to my friends Who know how to be friends
One day I'll be at peace I'll be enlightened And I'll be married with children And maybe adopt
One day I will be healed I will gather my wounds Forge the end of tragic comedy
I have been running so sweaty my whole life Urgent for a finish line And I have been missing the rapture this whole time Of being forever incomplete
One day my mind will retreat And I'll know God And I'll be constantly one With her night dusk and day
One day I'll be secure Like the women I see On their 30th anniversaries
I have been running so sweaty my whole life Urgent for a finish line And I have been missing the rapture this whole time Of being forever in…